Lazer

GonçalvesA 190 Km de São Paulo, no topo da serra da Mantiqueira, Gonçalves possui uma exuberante paisagem natural, com florestas de  araucárias, belíssimas cachoeiras, penhascos que chegam a 2.100m de altitude e inúmeros cursos d'água. Tudo isso faz de nossa região o lugar ideal para a prática de turismo rural, esportes radicais, caminhadas, ou simplesmente um delicioso banho de cachoeira.
 
Desejamos que você tenha momentos de lazer e muito descanso. Venha nos conhecer! Desde já agradecemos a sua visita.

GONÇALVES é... contato com a natureza, ar puro, passeios a cavalo, vistas exuberantes, cachoeiras, caminhadas, pesca de truta, restaurantes com fogão a lenha, trilhas off road, artesanato, agricultura orgânica, ciclismo, esportes radicais e muita aventura.
 

CLIMA

O clima é subtropical de altitude com precipitação de 1480 mm concentrada no verão. A temperatura varia entre a mínima de -7º C e máxima de 30º C. No inverno as baixas temperaturas atraem muitos turistas oriundos principalmente de São Paulo, Campinas, Vale do Paraíba e do Sul de Minas
Possui um conjunto paisagístico singular, com montanhas rochosas, relevo tipicamente acidentado, florestas remanescentes da mata atlântica, picos de até 2100 m de altitude, cachoeiras com águas cristalinas, rica fauna e flora silvestre exuberante, recebendo o cognome carinhosos de "A Pérola da Mantiqueira".
O município está reconhecido pela EMBRATUR de alto potencial turístico desde 03/07/95.

Pertence a APA Fernão Dias, área de proteção ambiental criada através do Decreto Estadual nº 38.925 de 17/06/97.
 

 

PONTOS TURÍSTICOS MAIS VISITADOS
 

Pedra de São DomingosPedra de São Domingos 

Pico a 2.050 metros de altitude, com visão 360º sem obstáculos. Acesso por trilha pelo bairro do Cantagalo ou de carro até o topo pelo bairro Campo dos Raposos, após 1 km dos Costas entra-se a esquerda subindo a serra por estrada estreita e sinuosa até o sopé da pedra. A visão é espetacular, abrangendo grande parte da Mantiqueira, algumas cidades do sul de Minas além de Campos do Jordão e Monte Verde.(é o segundo ponto mais alto). Está a 15km de Gonçalves.
 

Pedra do Forno

Grande formação rochosa a 1970 metros de altitude. Acesso por trilha a partir do bairro da Terra Fria. 
A trilha é no meio da mata e o percurso pode levar no mínimo 1 hora de caminhada. Ao chegar no sopé da pedra existe uma escada de ferro preso a rocha e no topo da pedra do forno existe uma capelinha. A vista também é incrível e pode-se avistar a Pedra do Baú (São Bento do Sapucaí), Campos do Jordão, Monte Verde, Pedra de São Domingos. Está a 12 km de Gonçalves. Você pode utilizar o seu telefone celular de lá de cima
 

 

Pedra Bonita

Pico a 2120 metros de altitude. Visão de 360º sem obstáculos, incluindo o Vale do Paraíba. Acesso por trilha. É o ponto mais alto da região. Uma caminhada ao pico da Pedra Bonita equivale a uma fantástica aula de geografia sobre a Mantiqueira. Saindo de um vale a 1650 metros de altitude, atravessam-se campos, riachos, bosques e florestas em diversos estágios de desenvolvimento. No topo, grandes blocos de rochas formando platôs, lâminas e escarpas cobertas de bromélias e musgos, a paisagem é estonteante, avistando parte do sul de Minas, Vale do Paraíba e Serra do Mar. Chega-se ao cume por trilhas pela mata, sendo imprescindível o acompanhamento de guias.
Acesso: Estrada de Gonçalves ao bairro do Campestre (15 km). Na frente do Espaço Kalevala toma-se a bifurcação à direita até a fazenda Campestre (mais 1 km), percorre-se então a estrada particular da fazenda até o pé da montanha onde começa a trilha até a vertente. É necessário pedir a autorização na fazenda.Pedra do Forno
 

Pedra do Cruzeiro ou Atrás da Pedra

Maciço rochoso que emerge isolado no vale do Lambari. Assume formas variadas conforme o ângulo de visão. O topo está a 1152 metros de altitude onde há uma pequena capela e uma cruz. Em uma das faces há uma fenda que leva a uma gruta, de difícl acesso. Nos meses de frio cenário torna-se onírico, a pedra transforma-se numa ilha em meio a um imenso mar de nuvens.
Acesso: Estrada que liga Gonçalves ao bairro Atrás da Pedra, após o bairro, segue-se por mais 500 metros, entrando a direita na porteira que dá acesso ao bananal. A estradinha interna sobe por cerca de 300 metros, terminando numa trilha que leva ao topo.
 

Mirante do Cruzeiro

No topo de um morro de conformação suave, coberto de pastagens e fileiras de araucárias está o Mirante do cruzeiro. Está a 1488 metros de latitude e é o local ideal para se avistar a totalidade da cidade, o bairro do Cantagalo e ao longe toda a região de Pouso Alegre e as serras de Paraisópolis, Brasópolis e São Bento do Sapucaí.
Acesso: estrada que segue para o bairro do Cantagalo, segue-se em direção ao distrito dos Costas até a bifurcação para o Cantagalo, seguindo por mais 500 metros. Entra-se a esquerda, no topo da estrada, na cerca de arame farpado. Está a 3 Km de Gonçalves.
 

Serra da Balança

É uma sucessão de picos formando estreitos platôs, como um muro ascendente em forma de ferradura que culmina com o Alto do Campestre. As altitudes vão de 1300 a 1750 metros de altitude, alguns têm paredões verticais de mais de 100 metros voltados para o Vale de Sapucaí. A visão é sempre espetacular, podendo-se observar a Pedra do Baú, serras de Brasópolis ( com tempo claro observa-se inclusive o observatório astronômico ).
Acesso: seguindo a estrada que liga Gonçalves ao bairro dos Venâncios. Chegando no bairro dos Venâncios pode deixar o carro no Rest. Da Wilma e caminhar a pé, a estrada não é aconselhavel para automóveis, somente motos e cavalos, a estrada é estreita e possui várias porteiras, atenção para sempre fechar as porteiras ao passar. Está a 8 km de Gonçalves.
 

Cachoeira do Simão

3 km de Gonçalves, acesso pela estrada que liga Gonçalves ao bairro de São Sebastião das Três Orelhas, entra-se à esquerda na bifurcação para os Venâncios, descendo mais 500 metros. É uma bela queda do ribeirão campestre com cerca de 7 metros de altura dividido em dois segmentos. Deságua em uma larga piscina que a direita recebe as águas de outro córrego. Em seguida, as águas esculpem um estreito "canion" de paredes verticais, passando por uma ponte e seguindo mais largo e manso sob um sombreado túnel formado por grandes árvores da mata ciliar.
 

Cachoeira do SimãoCachoeira do Retiro

apenas 2 km de Gonçalves pela estrada que vai para o bairro de São Sebastião das Três Orelhas. Conjunto de várias quedas e piscinas naturais. O carro deve ser deixado na estrada e o acesso é por trilha.
 

Cachoeira das Andorinhas

Está a 2 km de Gonçalves, saindo da cidade pela estrada que liga ao bairro dos Martins, siga até o final da fileira de araucárias ao longo da estrada; entra-se à direita pelo pasto até o fundo do vale, numa abertura da mata ciliar. Não existe trilha demarcada.
 

Cachoeira Fazendinha

na estrada que liga a cidade ao bairro Sertão do Cantagalo, 1 km antes da vila, segue-se à esquerda no entroncamento por 800 metros, contornando a mata até chegar às quedas. Com cerca de 100 metros de extensão, a cachoeira fazendinha é uma bonita atração no bairro do Cantagalo; ela desce por uma longa encosta inclinada, formando pequenas piscinas em campo aberto até terminar numa queda maior, dentro de um bosque cercado de samambaias gigantes, a 1650 metros de altitude. Acesso só com permissão do proprietário.
 

Cachoeira do cruzeiro

3 km de Gonçalves, estrada que liga Gonçalves ao distrito dos Costas por 1,5 km até a bifurcação para o sertão do Cantagalo. Nesse ponto, segue-se à esquerda, em direção ao Cantagalo por mais 700 metros.

Saiba mais no Portal de Turismo de Gonçalves 

https://www.turismoemgoncalves.com.br